sábado, 18 de outubro de 2014

TÁ CHEGANDO!

Postado por Alícia Guimarães às 16:23 0 comentários

TÁ CHEGANDOOOO!


Oláááá! Sei que passei uns dias sem postar nada, mas é que eu estava fazendo prova, e também com problemas no computador, ou seja, sem condições de escrever, tenho até que terminar um livro antes de novembro chegar. Mas enfim, consegui consertar isso e tenho novidades! Pode-se dizer que boas ou más novidades, depende do seu ponto de vista. Rá!

Tudo bem, brincadeiras à parte, entrei em contato com o meu Editor, o Alex Giostri para saber quando que seria o lançamento de "O Mundo Mágico de Rachel", confesso que rezei pra ele dizer "Dezembro", mas ele disse "Agosto", isso mesmo, galera. Agosto será O MEU MÊS! Na hora fiquei meio triste, porque eu queria que fosse esse ano, mas de qualquer forma, ele está certo. Os meses de janeiro e fevereiro serão "mortos" já que estes marcarão os meses de volta às aulas, neste caso, as vendas são poucas e a divulgação em vão, ou seja, tinha que ser em agosto mesmo. 

Estou bastante contente em dizer isso já que estava muito ansiosa para o lançamento. Terei tempo suficiente para me preparar e vocês também, já que todos estão convidadíssimos para o evento <3

Beijos,
Alícia.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Patrícia Barboza lançará livro novo!

Postado por Alícia Guimarães às 16:01 0 comentários

Patrícia Barboza lançará livro novo!


O mês de outubro mal começou e os seguidores da Patrícia Barboza nas redes sociais já tiveram uma grande surpresa! Quem acompanha a Pati, notou que há alguns meses ela andou postando coisas sobre um "livro secreto" que a única coisa que sabíamos, era que não se tratava da série AS MAIS. Hoje, por volta das 15h, a autora anunciou a data do lançamento em seu blog para a primeira quinzena de novembro deste ano. Os fãs ficaram bem animados com a notícia, inclusive eu. 

Quem acompanha as obras da escritora, sabe o quanto elas são divertidas. Li todos os livros de sua autoria, e sou apaixonada por todos eles. A Patrícia cuida bem de cada detalhe. É incrível como a sua narrativa é perfeita e verossímil. Creio que com este novo livro não será diferente. Deem uma olhada na sinopse:


Ficaram curiosos, né? Eu também! Mal posso esperar para comprá-lo. A própria escritora garantiu que ele será vendido em torno de R$20,00, então não tem desculpa para não comprar! Prometo que assim que for lançado, farei um post dedicado só para "A Consultora Teen", fazendo minhas críticas (isso inclui uma resenha, também) relacionadas a obra. Por enquanto, só me resta desejar um sucesso enorme para a Pati! :)

Beijos,

Alícia.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

"Deixe a neve cair" vai virar filme!

Postado por Alícia Guimarães às 23:29 0 comentários

"Deixe a neve cair" vai virar filme!


Parece que 2014 é o ano do autor John Green! Há poucos meses desde a adaptação do livro "A Culpa é das Estrelas" para as telinhas, o mês de estréia de "Cidades de Papel" agendado para 19 de julho de 2015, "Quem é Você, Alasca?" também será exibido nos cinemas e, a notícia mais quente que temos é que "Deixe a Neve Cair" será mais um filme reproduzido nos cinemas internacionais! É... A notícia deixou muita gente contente! Inclusive eu, que sou apaixonada pelos contos do livro.

O autor postou em seu Twitter na tarde da última Sexta-Feira (19) que está animado, pois os direitos para a adaptação cinematográficas da obra foram comprados pela Universal, os produtores escolhidos são os mesmos de "Amor e outras drogas" e "Planeta dos Macacos", ou seja, podemos esperar efeitos pirotécnicos avançados e incríveis aventuras nesta ficção!

 Além do John, duas outras duas maravilhosas escritoras terão a sorte de verem os seus contos exibidos nos cinemas. Maureen Johnson e Lauren Myracle realmente têm muita sorte! (E muito talento, também, vale lembrar!), quem nunca leu nenhuma obra das autoras, fica aqui a minha indicação. Vale muito a pena! A Maureen não escondeu que já sabia disso há meses, e estava muito ansiosa para compartilhar o segredo, e que segredo, hein, Johnson?!

Para quem ainda não leu o livro, não vou dar spoilers, porém posso dizer que os contos são maravilhosos e super divertidos. Eu me apaixonei pelo Stuart desde a primeira aparição dele no livro, é sério! Posso dizer também que a história se passa durante uma tempestade de neve no Natal americano. Quem estiver curioso para saber mais sobre os contos, veja a minha resenha aqui, no finalzinho da página.

Confesso que fiquei muito feliz quando soube, adorei "A Culpa é das Estrelas" e tenho certeza de que os diretores irão arrasar nas produções dos outros filmes. Principalmente "Deixe a Neve Cair", que de todos os livros do Green, este é de longe o meu favorito, apesar de não ter sido escrito só por ele e por ter como conto favorito: O Expresso Jubileu, de Maureen Johnson. 

E aí? Você gostou na notícia de adaptação do livro para os filmes?! Eu já estou guardando meu lugar na fila!
Beijos,

Alícia.

domingo, 21 de setembro de 2014

Sobre as flores

Postado por Alícia Guimarães às 13:30 0 comentários

Sobre as flores


Obaaaaa! A minha estação favorita do ano chegou! PRIMAVERA! O mês de Setembro é o meu terceiro mês favorito do ano por três razões:

1. É o mês 9, e o nove é o meu número da sorte. (Sim, eu tenho essas besteiras!)
2. Geralmente, é o mês que sei qual será minha próxima viagem. E viajar é uma das coisas que eu mais amo fazer na vida!
3. É o início da primavera!

Eu não sou nada romântica, mas as flores me trazem um sentimento de paz muito grande. Pode até parecer careta, mas eu gosto do cheiro. É um aroma delicioso de natureza! Além da beleza delas, que é algo realmente incrível! Acho lindo quando a gente chega num jardim, e ele está todo florido, com as flores brotando, nascendo e renascendo por completo... Eu me sinto renascida também. 

Rua em Campos do Jordão/SP
Não é a toa que não me canso de ir a Campos do Jordão. A cidade é repleta de hortênsias! E essas flores são definitivamente as mais lindas que já vi. Sempre vou em novembro, fico encantada com tanta beleza. As praças ficam dignas de filmes de romance francês. E parece que o friozinho nunca abandona a cidade. Andar de gorro, luvas e casaco numa rua repleta de flores é uma das melhores sensações do mundo! Só de escrever, já fico morrendo de saudades ♥




Eu gosto tanto da sensação que as flores me causam que em Janeiro deste ano realizei um de meus maiores sonhos: conhecer Gramado. Apesar de já ser verão, as hortênsias continuaram lá! Me apaixonei pelo Lago Negro assim que cheguei. Para falar a verdade, eu não estava esperando muito do passeio, mas aí vi que todas as indicações valeram à pena. Amei! 
Lago Negro - Gramado/RS
Enfim, é isso, pessoal. São por estes e outros motivos que eu adoro a Primavera. Deitar numa grama florida e ouvir o canto dos pássaros num lugar que você possa sentir-se à vontade, consiga relaxar e admirar toda a natureza... Não tem preço, e com certeza é a sensação mais maravilhosa que todo o ser humano deveria sentir na vida! ♥

Bem-vinda, Primavera!

Beijos,

Alícia.

sábado, 6 de setembro de 2014

Eu me mordo de ciúmes!

Postado por Alícia Guimarães às 22:33 0 comentários

Eu me mordo de ciúmes!


Gente, estou muuuuuuito feliz, sério! Ganhei a promoção do kit das "As MAIS 2 - Eu me mordo de ciúmes" da Patrícia Barboza! Bem, o concurso consistia em responder a seguinte pergunta:

Qual foi a sua pior reação quando ficou com ciúme por algo que viu na internet ou redes sociais?
Pois é. Eu ganhei! Haha, fiquei muito feliz com o resultado. Isso porque um mês antes da promoção ser divulgada, eu estava extremamente triste, pois não ia ao lançamento do livro no Rio e nem iria vê-la na Bienal. Minha mãe sabe o quanto a estressei para que conseguíssemos ir, ou pelo menos, que alguém da nossa família (residente no Rio) fosse pegar o bendito autógrafo para mim! Enchi o saco mesmo! De tooooodo mundo! Resultado: ninguém foi na Saraiva pegar o autógrafo, e disseram que não dava para ir na Bienal! 

O mais incrível de tudo é que logo em seguida, a Pati lançou a promoção, e eu achei o máximo! Sou ciumenta e quero esse autógrafo mais que tudo. O que fiz? Desenterrei um mico relacionado ao meu ciúme e enviei! No dia 10 de agosto, a autora me mandou uma inbox no Facebook dizendo que eu era a vencedora. 

Resumindo tudo, o kit chegou 10 dias depois pelo Correio. Gritei tanto quando recebi que até os meus avós ficaram preocupados! Infelizmente eu não vi chegar, pois estava no dentista removendo meu aparelho (tinha que dizer isso, desculpem!), mas quando cheguei em casa e vi o pacote em cima da mesa da sala... Ahhhhhhhh! Enfim, quero agradecer a Patrícia, por ter lido a minha história ridícula de ciúmes que até hoje eu sinto vontade de enfiar minha cabeça num buraco quando lembro e ter escolhido ela!

Agora, só falta ir ao Rio de Janeiro dá um super abraço na Pati, tirar uma selfie, gravar um vídeo e dizer o quanto ela me inspira! Ah, e tá vendo pessoal que não quis pegar o autógrafo dela para mim aí Rio? Eu consegui de todo jeito, e olhem, consegui até mais! Hehehehe



Como eu mesma citei no meu livro: "Quando as coisas tem que acontecer, por mais impossível que pareça, elas simplesmente acontecem..."

Beijo grande,

Alícia.

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Lapso

Postado por Alícia Guimarães às 19:45 0 comentários

Lapso


"E ela estava lá de novo, insistindo no mesmo erro, nas mesmas escolhas, sabendo que o final não é o melhor, não era o fim que ela esperava para si. E lá estava ela de novo, seguindo o mesmo caminho, andando pelos mesmos lugares, ela sabia que não chegaria a lugar nenhum. Ela não pensava sobre o que iria lhe fazer melhor, ela só queria sentir tudo de novo, inclusive aquela lágrima derramada por alguma decepção, consequência de tudo o que fez, de tudo que está fazendo.

Ela estava insistindo novamente. Mais uma vez. A esperança que tinha era maior do que a vontade de desistir. Ela ainda acreditava que podia vencer. Era óbvio que nada mudaria. Ele não mudaria. Nada muda se a gente não para de clicar na mesma tecla. Mas ela ainda acreditava, ainda tinha esperanças de sentir tudo de novo. Talvez estivesse certa, é difícil desistir de tudo aquilo que já nos fez sorrir. Muitas vezes, vale a pena continuar errando, só pra ter de novo os seus cinco minutos de felicidade.

As coisas eram iguais, e era exatamente por isso que ela persistia pela milésima vez no mesmo erro. Na cabeça dela, era melhor sofrer de novo as mesmas mágoas, as mesmas tristezas, as mesmas decepções. Aquilo incluiria ter você. Ela não mediria esforços para que isso fosse possível. Por pelo menos mais uma vez."

(Alícia Guimarães)

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Anacrônico

Postado por Alícia Guimarães às 17:04 0 comentários

Anacrônico


"Estou de salto. Passei maquiagem e até coloquei aquele vestido que você elogiou uma vez. Desobedeci meus pais. Deixei de lado minha última promessa. Quebrei meu cofre. Olhei no espelho antes de pegar a chave, e vi no reflexo o quanto mesmo depois de tanto tempo, você ainda me fazia ficar parecendo uma boba.
Desci as escadas e lá estava você. Vestindo a blusa que dei de aniversário em 2008. Exatamente com o mesmo sorriso que deixei. Caminhamos alguns minutos por aquela rua meio deserta que fica perto aqui de casa. Lembrei de todas as vezes que ficamos sentados ali na calçada conversando. Que saudade da sua voz. Que saudade do seu perfume no ar misturado com o meu.
Falamos de trabalho. Faculdade. Da viagem. Das suas garotas e dos meus novos amigos gays. Minha vontade era de calar sua boca, porque cara, ouvir sobre seu presente e lembrar que fiquei no passado era uma droga. Mas você gosta de mostrar o quanto sua vida mudou. Tudo bem. Eu aguento. Mais alguns passos. Mais algumas risadas. Chegamos.
Sabia que sair naquela sexta não era uma boa ideia. A cada coisa que dava errado enquanto eu aprontava, tipo achar meu sapato e o secador, tinha mais certeza disso. Mas eu sou teimosa e nem ligo pra essas coisas. Iria até de pijama. Não pense que pirei. Eu só precisava saber até onde eu ainda iria por você.
Aquela multidão me fazia querer te abraçar. Eu odeio multidões e música alta. Mas eu amo você. Poderia jurar então que não estava tocando funk. Jurar que as pessoas ao nosso redor nem existiam. Eu só tinha olhos para os seus olhos. Como eles brilhavam. E eu sentia que um terremoto estava prestes a acontecer toda vez que você chegava mais perto. Diz no ouvido. Não tô ouvindo. Diz com a boca, mas diz na minha, porque é assim que vou entender tudo de mais importante que você tem à dizer.
Uma bebida. Sua barba. Luzes piscando. O xadrez da sua blusa. Roda gigante. Seus olhos. Alargador. Mãos na cintura. Poeira levantada. Sua boca. Minha boca. Nossa respiração. Foi.
Mesmo tendo vivido tanta coisa longe um do outro, algo ainda me conectava em você. Eu nem precisava contar nada. Sabíamos só de olhar. Independente das outras mensagens da caixa de entrada. Independente de onde estaríamos no próximo final de semana.
Lembro que você me perguntou como seria depois e eu chorei. Você levantou meu rosto com os dedos e perguntou porque eu estava triste. Eu te olhei e respondi que não era tristeza. Era alívio. Por saber que ainda existe alguma coisa no mundo que faz meu corpo tremer.
Nos abraçamos e ficamos conversando o resto da noite. Até você me deixar na porta de casa. Até eu te perder de vista na esquina. Deitei na cama do mesmo jeito que cheguei. Bati porta, ignorei broncas e deixei a luz apagada. Fico imaginando como seria voltar no tempo. Como se isso fosse mudar alguma coisa. Colocar a culpa no destino parece tão fácil quando o que falta mesmo na gente é coragem. Mas tudo bem. Em algum momento eu me perderia daqueles pensamentos e dormiria. No outro dia tudo fica menos complicado. Não é assim? Pra gente não.
Antigas lembranças nos levam para antigos lugares. Antigos lugares nos levam para antigas escolhas. Dúvidas são sempre uma merda.
Sabe aquela maldita sensação que fica quando um filme de comédia romântica acaba? Aquela que vem depois do "felizes para sempre". The End. É exatamente assim que me sinto toda vez que a gente se vê. Sei que é pra sempre, mas sei também que mesmo assim, acabou."
Esta crônica foi escrita pela autora Bruna Vieira, extraída do livro "Depois dos Quinze".
Suuuuuuuuper indico o livro, de verdade mesmo. Você vai se derreter no começo ao fim <3
Beijos,
Alícia.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Olá, Setembro!

Postado por Alícia Guimarães às 16:18 0 comentários

Olá, Setembro!


Agosto chegou ao fim. Mas, a minha ansiedade só está aumentando. Quem acompanha meu blog, me segue no Facebook e até mesmo na minha vida pessoal, sabe que o meu livro está prestes a ser lançado. E está chegando! Cada dia mais se aproxima de Novembro/Dezembro. Não preciso dizer que já estou torcendo para que setembro voe, não é? Mal posso esperar para ter "O mundo mágico de Rachel" em mãos. Meus amigos sabem quanto eu sofri para conseguir publicá-lo. Não é fácil passar horas digitalizando um texto, colocando espaçamento, número de linhas e toda uma estrutura pedida pelas editoras. No final das contas, todo o trabalho valeu a pena. Recebi sete propostas de edição! Sim, SETE! Pude escolher a leque uma editora do meu agrado.

Claro que virei noites pesquisando sobre cada uma delas, os trabalhos e obras publicadas, cheguei à conclusão de que a Giostri Editora é a melhor. É claro que no começo fiquei nervosa, preocupada, encanada... Porém, quando o processo de publicação começou, vi que tinha acertado em cheio! A equipe é maravilhosa, principalmente a Denise. Gente, ela é um amor de pessoa! O Alex também é um máximo! É tão bom poder contar com pessoas assim. Além de compreensivas, são gentis e profissionais. Estou amando!

Por estes e outros motivos que estou ansiosa porque chegou setembro, e mais ansiosa ainda para que ele acabe. 

Em agosto houve a voltas às aulas, nada de novidade, a não ser o meu livro. Foi um mês relativamente interessante para mim... Uma vez eu estava andando no corredor do colégio, quando me param e falam: "Ah, você é a menina que está escrevendo um livro?", foi a coisa mais estranha que já me aconteceu. Isso na segunda semana de volta às aulas. No final descobri que uma das minhas amigas tinha contado para aquela pessoa. Já ouvi vários: "Quero ir no lançamento!", haha. É interessante. 

Ah, sim. No fim do mês, recebi uma mensagem no Instagram de uma menina que também é escritora, dizendo que tinha amado meu blog. Então, Mariela, se você estiver lendo isso... Um beijo! Eu fiquei muito, mas muito feliz MESMO quando soube que meu blog está sendo lido por uma pessoa como você! Um beijo enorme para Minas, espero que um dia nós possamos nos encontrar e divulgar nossos livros juntas :)

Enfim, pessoal, é isso. Peguei um livro para ler hoje e me inspirei nele. A partir de agora postarei "Contos" feitos por mim. Comecei minha "carreira" assim, escrevendo textos para o vento. Acho que é a hora de voltar a fazer isso. Espero que gostem!

Desejo um mês de setembro recheado de coisas boas, realizações, felicidade e que aconteça tudo o que não aconteceu em agosto! Vale lembrar que setembro é o meu 3º mês favorito no ano (atrás somente de maio e novembro), pois é o mês 9 e adivinha qual o meu número favorito? 9! Haha

Feliz Setembro!

Um beijo,
Alícia.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

TOP 5 - Músicas favoritas

Postado por Alícia Guimarães às 16:38 0 comentários

TOP 5 - Músicas favoritas


Oi gente! Faz um tempo que não posto nada, mas tudo bem. Vou ser bem sincera: estava sem criatividade. Até que pensei em escrever umas resenhas, até elas ficarem prontas, resolvi dividir com vocês umas músicas que estou curtindo no momento. Meu estilo musical é meio mixado. Então, confiram aí as músicas que mais tocam no meu celular!

5º LUGAR
Pra Você - Onze:20


Quando eu disse que curtia todo tipo de som, era todo tipo mesmo! E isso inclui reggae, também. Para falar a verdade, não sei se Pra Você é um reggae, mas creio que sim. (Bem, é o que diz a letra!) As bandas brasileiras estão ganhando mais espaço na mídia do nosso país, o que é ótimo! O que eu acho da Onze:20? Bem, eu conheço a pouco tempo, mas me apaixonei por esta música assim que a ouvi pela primeira vez na rádio. Certo, ela não é nova, mas mesmo assim, considero uma de minhas favoritas, e sim, eu escuto praticamente todos os dias ;)

4º LUGAR
Diz pra mim - Malta


De longe, a minha música nacional favorita! (Mateus que o diga, hehe!) Na primeira vez que ouvi, não dei a mínima, porém, baixei do celular só porque não tinha mesmo o que fazer e resolvi não clicar no aleatório quando tocasse. Pronto! Foi só o que precisou para me tornar uma viciada! Ouço todos os dias, é meio que obrigatório pra mim. Adooooro! Memórias também é legal, mas acho que Diz pra mim é um sucesso incrível e super merecido que me deixou morta de amores pelo som :)

3º LUGAR
A Sky Full Of Stars - Coldplay


Que eu  curto Colplay, não é de hoje. Mas, que A Sky Full Of Stars é uma música definitivamente perfeita, disso o mundo precisa saber pra ontem!! Primeiro, a banda. Não tem o que falar dos caras. O som deles é sempre foi incrível e eu os ouço desde que Paradise foi lançada. Segundo, a melodia. Até que não me surpreendi tanto assim. Eu já esperava uma melodia bonita como esta. O que me impressionou é a quebra de tons que tem um pouco antes do refrão, dá uma vontade de viver.. Ótima para ouvir em casa, deitada na cama e lendo um livro, e até mesmo em uma balada agitada no fim de semana! Adoro música assim :)

2º LUGAR
BO$$ - Fifth Harmony


Que Deus me perdoe por todas as vezes que critiquei a Fifth Harmony. Elas deram um tapa na cara de pessoas assim como eu, que falam demais! Tudo bem, isso não faz delas a melhor girlband do mundo, mas, sem dúvidas, mereceram que eu fizesse o download da música do meu celular! Gente... É perfeita! O ritmo da música é incrível, a melodia melhor ainda, e o clipe nem se fala! O melhor delas, na minha opinião. Adorei! Há quem diga que elas imitaram a Little Mix em Move, mas sabe o que eu acho? Recalque. E não, BO$$ não tem nada a ver com Move

1º LUGAR
Anaconda - Nicki Minaj


Joguem pedras, me esculachem, critiquem... Mas, eu sou viciada o suficiente para dizer que Anaconda foi a melhor música de Nicki Minaj que eu ouvi em 2014! E daí que o clipe é explícito? Ela que mostre o que quiser, mas a música é realmente viciante. Pelo menos para mim (Amanda e Júnior!) foi. Não consigo passar um dia sem escutar, é sério. Morro de rir com a risadinha dela o meio da música. E não acho que o clipe seja tão explícito quanto dizem. Gente, é a Nicki! O que esperar dela? Gostei sim. Adoro e vai continuar sendo a música mais tocada no meu celular! <3


E aí? O que acharam? Quero saber o TOP 5 de vocês também :)
Me mandem, aguardo com carinho!

Beijinhos,
Alícia.

sábado, 16 de agosto de 2014

Letras é o curso certo para você?

Postado por Alícia Guimarães às 14:19 0 comentários

Letras é o curso certo para você?


“É o estudo da língua portuguesa, de idiomas estrangeiros e de suas respectivas literaturas. O profissional de Letras pesquisa e ensina o português e idiomas estrangeiros e a literatura brasileira e de outros povos. [...] O principal campo de trabalho para o licenciado está nas escolas de ensinos fundamental e médio ou de idiomas. Mas também há espaço em editoras, para fazer a preparação de originais e para revisar e traduzir textos, e nas áreas de interpretação e secretariado bilíngue.” (via Guia do Estudante)

Se você gosta de ler, escrever, avaliar blogs literários, é apaixonado pela Gramática, Literatura, etc... Você já pensou em cursar Letras? Infelizmente, este não é o curso mais concorrido das faculdades, poucos são os estudantes que escolhem cursá-lo. O que é uma pena. A língua portuguesa, além de difícil, é uma das mais incríveis que aprecio. Há quem diga: “Não acredito que você estuda de morrer para ser professor!”, ai gente, que deselegante! Admiro (e muito!) os estudantes da área. Não é fácil lidar com todas as regras gramaticais que nossa língua expõe. Fora que nós não seríamos nada sem nossos professores de Português! Lembre-se que você nem estaria lendo isso!


Conversei com a Aline Guedes, estudante de Letras – Licenciatura em Língua Portuguesa na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), ela está se formando este ano e nos contou direitinho como é fazer parte do mundo da Linguística, Gramática, Análise do Discurso e afins. Aline ressaltou as dificuldades que ela enfrenta dentro da universidade, além das matérias que ela estuda e ainda deixou uma mensagem para quem quer seguir o mesmo caminho que ela. Dá uma olhada!



Como soube que Letras era o curso certo para você?

Sempre gostei mais da disciplina de Língua Portuguesa quando estudava na Escola. Além de gostar bastante de ler, tinha também o desejo de poder me expressar melhor, e de compreender o universo literário de forma mais aprofundada. Paralelo a essas questões, gostava de ensinar. Desde pequena, ajudava os amigos e primos nas atividades escolares, o que fez com que despertasse em mim, desde cedo, a vocação de ser professora. Na hora de escolher o curso para o vestibular, resolvi filtrar em mim o que mais gostava e o que mais eu tinha vontade de aprender sobre. Então, pude perceber que, o curso certo para minhas afinidades, seria o curso de Letras.

Sua família te apoiou desde o começo?

Não. Quando criança, minha primeira profissão escolhida foi a docência. Inicialmente meu pai não queria. Falava que a profissão não era valorizada financeiramente e que não compensaria eu optar por um curso que era tão desprestigiado em termos de valores financeiros. Porém, na hora de escolher o curso para prestar o vestibular, ele e minha mãe não se opuseram. Ao contrário, torceram para que eu passasse e ficaram felizes quando fui aprovada para o curso de Letras – Licenciatura em Língua Portuguesa.

Como o curso é em si? Você teve dificuldades?

O curso, de modo geral, consiste em uma grande variedade de conhecimentos. Passamos pelas teorias da Literatura, Linguística, Filosofia, Sociologia e Educação; ainda que muitas pessoas pensem que apenas estudamos no curso, a gramática do Português. Grande engano! A gramática se torna um complemento do curso de Letras e não o cerne. A universidade consiste em um tripé de pesquisa, ensino e extensão. Desta forma, ela te proporciona, além do ensino, atividades de iniciação científica (pesquisa) e a participação em projetos de extensão, o que permite ao graduando um desenvolvimento mais abrangente em sua formação. Dificuldades temos em toda vida e no mundo acadêmico não foi diferente. Acredito que a maior dificuldade que tive foi a prática em sala de aula. Apesar de o curso ter várias cadeiras de estágio (do I ao VII), as repetidas aulas de prática escolar deixavam a desejar em relação a, de fato, ser professor em uma sala de aula. Ou seja, os estágios tinham como objetivo proporcionar ao graduando as primeiras experiências no ambiente escolar e a ensiná-lo a elaborar um plano de aula; deixando de lado as possíveis diferentes situações que o docente poderia enfrentar, como por exemplo, como proceder diante de alunos que apresentam problemas psicológicos e perante situações de constrangimentos entre os educandos em uma sala de aula.

Quais são as vantagens e desvantagens de cursá-lo?   

No que diz respeito às vantagens, posso citar que, devido às várias leituras, o estudante de Letras irá melhorar seu vocabulário, e, consequentemente, seu senso crítico e sua forma de escrever. Como desvantagem, vejo a falta de um estudo maior acerca da gramática. O curso oferece algumas cadeiras de gramática, mas são poucas. Como o próprio sistema nos pede para sermos professores de gramática, este conhecimento que trazemos da universidade se torna insuficiente.

O que você tem estudado no curso?

Dentre outras disciplinas, posso destacar que estudo Linguística (o estudo da língua de um modo geral), Literatura Brasileira e Portuguesa, Morfologia, Sintaxe e Estudos Clássicos. Também estudo a teoria da Análise do Discurso  uma corrente da Linguística relacionada aos estudos do filósofo francês Michel Foucault, estudo este que faz parte de um projeto de pesquisa meu.

Qual a perspectiva para quem se forma em Letras? Você já pensa em algo depois que concluir?

As perspectivas para um graduado são várias. O campo do profissional não diz respeito apenas à sala de aula. Além de exercer a docência, o profissional pode desempenhar a função de redator, revisor de textos, escritor e tradutor (neste caso, ensinar o português brasileiro para africanos, por exemplo). Sim. Pretendo trabalhar na área, bem como dar prosseguimento aos meus estudos (fazer mestrado).

O que você acha das pessoas que têm prazer de criticar o seu curso?

A opinião das pessoas é bem variada. Algumas gostam e até ficam admiradas quando menciono que sou estudante de Letras. Falam que é um curso difícil, pois é exigida uma alta carga de leitura e ressaltam que muitas pessoas não conseguiriam.  Por outro lado, outras pessoas desvalorizam o curso. Dizem que ser professor é sacerdócio, que o salário é baixo para a categoria, e, muitas vezes, fazem questão de dizer que não gostariam nunca de se formarem para ensinar. Infelizmente, esta opinião desfavorável ao curso de Letras é a que mais prevalece na opinião das pessoas.

Na sua opinião, vale a pena cursar Letras?

Sim! Apesar de o curso estar um pouco defasado, estudar a língua e a Literatura nos possibilita a interação na linguagem de forma mais aprofundada. Conhecer nossa língua materna é um dever de todos. Conhecê-la de forma completa se torna o verdadeiro romance de todo apaixonado pelas Letras.

Qual o recado que você deixa para os estudantes que querem prestar vestibular para tal curso?

Que antes de mais nada, pensem em seus gostos, suas afinidades, do que se interessa em pesquisar, independentemente da opinião dos outros. E, principalmente, não pensem que cursar Letras diz respeito a estudar gramática na universidade. Nela, você conhecerá e aprenderá sobre a linguagem como um todo, de modo detalhado. Já a gramática, se refere às regras que utilizamos para facilitar a compreensão/boa convivência em uma língua. Lembre-se também que o curso (que tem por finalidade a formação de professores) demanda várias leituras e que você verá de tudo um pouco. Então, você precisará ter gosto pela leitura. Ciente destas questões, porque não optar por Letras?

Pesquisei mais sobre o assunto, e conversei também com a minha amiga, Jennifer Araújo, estudante do Colégio GEO Sul em João Pessoa - PB, ela pensa em prestar vestibular para Letras no ano que vem. Jennifer me disse o motivo ao qual fez que ela absorvesse essa ideia, e como os familiares dela reagiram com a frase: "Eu vou cursar Letras!". Confiram a seguir.

De onde vem essa paixão pelo curso?

Desde quando percebi que não possuo muita habilidade para a área de Exatas. (risos)

Sua família e amigos te apoiam na sua decisão?

Cada um tem sua posição, uns dizem para seguir a profissão que eu goste, e isso os fará felizes. Outros dizem que não é muito rentável e tentam mudar o meu pensamento.

Como você imagina que é dentro da faculdade?

Eu imagino assim: irei cursar cadeiras desde o surgimento da escrita até os dias atuais, um estudo aprofundado do latim, os erros comuns na fala que levam a errar na escrita, entre outros.

Quando você fala que vai cursar Letras, qual a reação das pessoas?

“Vai ser professora? Você não deve ter muito juízo, vai morrer de fome!”

O que pretende fazer após a conclusão do curso?

Mestrado, doutorado, pós-doutorado e pretendo trabalhar em alguma universidade.

Enfim, é importante ressaltar que manter o foco é um dos segredos mais valiosos para qualquer curso dentro de uma faculdade, seja ela pública ou privada. Muita gente me pergunta se vou prestar vestibular para Letras, respondo que não. Na verdade, eu quero ser jornalista. Nossas entrevistadas têm uma paixão em comum: as Letras. E você? Vai encarar este mundo dos livros? 
Beijinhos,

Alícia.

quinta-feira, 31 de julho de 2014

5 dicas de Redação

Postado por Alícia Guimarães às 15:28 0 comentários

5 Dicas de Redação


Oi, férias. Vocês voaram?! Só pode... Ontem mesmo eu estava ficando de férias, e hoje já voltaram as aulas. Que tipo de máquina para o futuro foi essa que entrei? Não sei vocês, galera, mas as minhas férias VOARAM! Talvez tenha sido ao meu trabalho enorme com o livro (sim, consegui!), passei as férias inteiras trabalhando nele, e quando consegui uma folga (há umas duas semanas), fui tentar aproveitar o tempo de folga para sair com a minha família E com os meus amigos. Sempre é bom, né? Não tive tempo nem para ler! Só li dois livros, e irei fazer uma crítica dos dois, mas enfim, isso é assunto para o próximo post...

O foco agora é a Redação do ENEM. Tudo bem, da medo só de pensar! Porém, as férias acabaram, temos que voltar para a luta e para o nosso objetivo! Não é anormal pensar que a Redação é o pior ponto da prova, já que o peso maior sempre recai sobre ela. Contudo, não se desesperem. Eu não sou a melhor pessoa do mundo para ajudá-los com essa difícil tarefa de dar "dicas" para o ENEM. Sou só um projeto de escritora! Por este motivo, entrei em contato com a minha professora de Redação, a senhorita Erika Leal, para que ela me ajudasse nisso. Tia Erika me deu cinco dicas exclusivas e que podem ajudar muito os mais dificultados. 

• Ler bem a proposta identificando as palavras chaves que são essenciais ao tema.
Procura organizar o texto em 4 parágrafos (sempre que houver mudança de ideia). Lembrando que a introdução apresenta o assunto. O desenvolvimento discute a temática, justificando o porquê das ideias e a conclusão com medidas que amenizem uma problemática.
• Articular as ideias utilizando os elementos de coesão, evitando repetições e clichês.
Revise os aspectos gramaticais e observe a linguagem utilizada.
• Faça sempre a revisão do seu texto, sendo claro e objetivo. Lembre que outras pessoas terão contato com ele. Portanto ele deve ser compreensível e respeitar os direitos humanos no caso do Enem.
Tá vendo como não é nada "de outro mundo". Resumindo tudo isso, o importante é prestar atenção no que você está fazendo e, principalmente, no que você está escrevendo. O seu texto será exposto para uma banca que vai te "julgar". Então, tome sempre cuidado.

É isso, pessoal. O post tá bem pequeno (do tamanho do meu tempo haha), mas prometo voltar com mais coisas legais e interessantes no decorrer do mês ;)

Beijos,
Alícia Guimarães.

segunda-feira, 30 de junho de 2014

10 dicas de como escrever um bom texto

Postado por Alícia Guimarães às 09:00 0 comentários

10 dicas de como escrever um bom texto


O ENEM está chegando e o sentimento de culpa por não saber escrever uma boa redação está vindo junto com ele. Juro que te entendo. Todo mundo fica preocupado quando o assunto é "Redação do ENEM", dá sempre uma agonia só de lembrar que trinta linhas estão me esperando no dia 9 de novembro. Muita gente fica me falando "Ah, mas você já escreveu um livro, é fácil fazer uma redação!". Acreditem em mim, não é NADA fácil. Escrever porque gosta é uma coisa, agora escrever sabendo que você será julgado por uma banca de redatores muito mais experientes que você, é outra coisa muito diferente. Claro que ajuda, mas não é a mesma coisa e a pressão é maior ainda, porque se você tirar menos de 800, metade da população mundial vai ficar apontando para você e falando um milhão de coisas que ninguém quer ouvir.
Mas, vamos esquecer o ENEM. O foco agora é como escrever um bom texto. Não necessariamente uma redação (para falar a verdade nem sou experiente nisso), mas talvez ajude. Confiram abaixo algumas dicas.

  1. Domine o português. Não tem jeito, isso sempre vai te atormentar quando o assunto for: escrever.  Mesmo que for uma simples publicação no Facebook. Não adianta você ter um texto perfeito na cabeça se não tem um bom domínio do português, o resultado é que o seu texto vai ficar cheio de erro gramatical terrível e ninguém vai querer ler.
  2. Entenda sobre o assunto. Para elaborar qualquer texto, primeiramente, você tem que saber do que está tratando. Uma das coisas mais difíceis do mundo é escrever algo que se tem pouquíssimo conhecimento. Por isso que a informação é tudo.
  3. Não fuja do assunto. Particularmente, detesto ler textos onde o assunto do título não é abordado de forma clara, eu sei que a empolgação é grande, mas seja direto. Se o seu texto for sobre "Felicidade" não fique falando do Sol. Cite-o se necessário, porém não aprofunde. Deixe o seu assunto definido no início do texto e mantenha-o até o fim.
  4. Esqueça as gírias. Tudo bem que elas são legais, deixa a conversa leve, mas é um "saco" na hora de ler e escrever essas "paradas", "tá ligado"? Evite ao máximo escrevê-las. De preferência não escreva. Se você é viciado, o trabalho é maior e requer bastante treino.
  5. Não repita palavras. É extremamente chato ler uma coisa totalmente repetitiva. Por isso existe uma coisinha chamada "sinônimo", ele não foi feito à toa, meu povo. Então use sem moderação! Para isso, voltaremos lá para a primeira dica, não é mesmo?! Domine o português.
  6. Releia várias vezes. A autocorreção trás benefícios tanto para o escritor quanto para o leitor. A partir do momento que você se coloca na posição de "receptor da mensagem" vai se afastar do que escreveu e ter uma visão mais ampla do texto. Observe os erros, repetições, obscuridades e frases desnecessárias.
  7. Crie frases curtas. Até porque ninguém aguenta ficar lendo um texto sem pausa para respirar. Não fique querendo fazer um parágrafo maior do que o necessário só para parecer que o texto está mais bonito. De preferência, faça parágrafos curtos e sem enrolação.
  8. Fuja de estrangeirismo. Se você domina outro idioma além do português, parabéns, você é um cidadão salvo neste planeta, merece todo o meu respeito. Mas, não queira se aproveitar disso quando estiver escrevendo um texto, pois além de empobrecê-lo, vai confundir a cabeça do leitor. Imagina se eu estivesse parlando com voi em uma lingua que piccolo popolo conhecem?
  9. Evite palavras difíceis. Dominar o português, mais uma vez, vai te ajudar muito nisso. Não use um termo que você leu em Memórias Póstumas de Brás Cubas só para acharem que você é intelectual. Isso é chato! 
  10. Leia outros textos parecidos com o seu. Mas, lembre-se: NÃO COPIE. Se inspirar e plagiar são coisas diferentes. Se inspirar em algo é importante para escrever bem. No caso do ENEM, existem os textos de apoio. Tente tirar deles o que você achou interessante, escreva o que entendeu deles. É assim que funciona.
Então, espero que tenha ajudado um pouco. Escrever é muito bom quando se gosta do que faz. Se o seu problema realmente for grave em relação a isso, procure um curso de português. 

Beijos,

Alícia.

domingo, 29 de junho de 2014

Assassinos da Gramática

Postado por Alícia Guimarães às 13:32 0 comentários

Assassinos da Gramática

Domingo é dia de relaxar, mais uma semana vai se iniciar e temos que está dispostos a enfrentá-la (mesmo nas férias).  Já que o jogo do Brasil foi ontem (e que jogo!), hoje o dia é mais tranquilo e reservado para aliviar as tensões. Então, para darmos início a mais uma ótima semana, decidi postar aqui algumas pérolas que achei na internet, noooossa... É cada uma! Vamos dar uma olhada?


HAHAHA, e quem diabos queria ser você, meu filho?! Pelo amoooor de Jesus, vai aprender a escrever! Até porque não é nada "facio" ficar lendo essas coisas por aí...


Acho que sua "familha" não está nada orgulhosa disso, cara! :(


Até que concordo com ele. Dilma realmente deveria rever algumas leis do Brasil, e também investir na educação, porque olha... Não sou obrigada, viu?! Tá difícil!


Quem acha que clicar no botão azul iria deixar muita gente feliz, dá um "curtir" aí.


Mixto? Acho que quem escreveu isso foi um carioca haha (brincadeira). Ah, e usar o acento é legal de vez em quando.


Não, Jessica, você está errada... Pessoas inteligentes são aquelas capazes de escrever essa frase de forma correta. Vai estudar, mulher!

Puuuxa vida, o texto até que está bonitinho, mas, com certeza se escreve separado, ops! De onde você tirou esse acento em agradecer?! 


Lá está o concerteza "denovo"! Vamos pensar pelo lado positivo, pelo menos ele não escreveu "concertesa". E olha que eu já vi muita gente escrever assim... Ah, e outra coisa, esse agente aí é secreto ou de saúde?

Bom, pessoal, essa postagem foi só para darmos uma olhada em quanta coisa algumas pessoas erram, e pior, nem sentem que estão errando. Tenho vergonha alheia! Se em alguma dessas imagens você achou que o uso dos termos estava correto, tenho uma péssima notícia... Você é um assassino da gramática!

Beijos,

Alícia.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

"Alícia, e cadê o seu livro?"

Postado por Alícia Guimarães às 18:50 0 comentários

"Alícia, e cadê o seu livro?"


Juro que esta é uma das perguntas que me faço frequentemente todos os dias. Quando você termina de escrever um livro, dá um alívio imenso, porque você pensa que o trabalho duro acabou. Que nada, ele está só começando! Já faz um tempo que encerrei a história, e nada dela ser lançada! Estou louca para compartilhá-la com vocês! Ultimamente o meu tempo tem sido muito corrido em relação ao livro. Gente, dá o maior trabalho! Correr atrás de editora não é nada fácil, e convencê-las de que a sua obra é boa o suficiente para ser publicada é mais difícil ainda. 

O pior é que você não pode mandar para todas as editoras que achar no Google, muito pelo contrário, primeiramente tem que saber alguma coisa sobre ela, pesquisar pra caramba! Fora que o seu texto tem que está num padrão que eles estabelecem, ou seja, é uma lista de exigências enormes que se tem que cumprir antes mesmo de pensar em enviá-lo! Por isso que muita gente desiste nessa parte. 

Porém, eu não vou desisti. Sei que o caminho é bem longo, todavia, estou mais perto do que longe! Garanto! Mal posso esperar para publicar aqui no blog "O mundo mágico de Rachel acabou de ser lançado!", tenho absoluta certeza de que vou chorar litros! Enfim, para dar uma curiosidade a mais nos meus futuros leitores, deixo aqui um pequeno spoiler do livro. Espero que gostem :)

"Ela não sabia explicar e, apesar do medo, este era o momento mais lindo de toda sua vida, suspirou fundo e abriu os olhos, dando de cara com o maior aeroporto que poderia imaginar conhecer, já conseguia sentir o clima, sentir a pressão e a maravilhosa sensação de está nos Estados Unidos." – O mundo mágico de Rachel
Esta é uma das cenas que mais gostei. Estou bastante ansiosa para que leiam.

Para quem não sabe, a história se passa em 1996 na Disney, mas há cenários que acontecerão em Miami, e claro, no Rio de Janeiro. Algumas pessoas (principalmente as que já foram na Disney) vão sentir falta de alguns brinquedos importantes que não foram citados no livro, entretanto, lembrem-se que alguns deles ainda não existiam. Os nomes das apresentações também serão mais antigos, como por exemplo, o Fantasy in the Sky  hoje conhecido como o Wishes™ Nighttime Spetacular. A diferença está na tecnologia, mas dá pra notar (pelos trilhões de vídeos que assistique as apresentações não mudam muito, até vi um vídeo dia desses em que a fadinha presente na queima de fogos de 1991 era a mesma em 2013 :)

Bem, essas são algumas curiosidades do meu livro, e antes de me despedir quero deixar aqui o meu: 

Boa viagem, Aninha! 

A sortuda está indo para Orlando depois de amanhã! 

Enfim, por hoje é só.
Beijos,

Alícia.

Playlist do fim de semana!

Postado por Alícia Guimarães às 13:00 0 comentários

Playlist do fim de semana!

Nada melhor que curtir o início das suas férias (e do fim de semana!) com uma boa música, não é verdade? E quando se trata de música, ok, eu não sou tão boa assim... Claro que tenho ídolos, é difícil uma garota de dezesseis anos não ser apaixonada por algum cantor ou banda por aí. Eu sou (piradinha!) fã da Demi Lovato, Selena Gomez e One Direction! Sério, eles arrasam! 
Enfim, chega de papo! Escolhi cinco músicas para você curtir nesse clima aconchegante e aproveitar a Sexta!

Problem - Ariana Grande

Tem como não viciar na música?! Não faz muito tempo que a canção lançou, mas já está nos "Sucesso do iTunes", super bem merecido!   É uma prova de que a Ari tem muito mais a oferecer além do seu rostinho de bonequinha e sua fofura infinita. Minha melhor amiga é fã da Ariana, e pirou quando o clipe foi lançando. Depois que assisti, entendi o motivo. A Ari e a Iggy arrasaram! (Eu quero é novidade!

Summer - Calvin Harris


Sou apaixonada pelas músicas do Calvin! (desde Feel So Close!) Este single foi lançado em Março, mas a música é tão legal que dá vontade de você sair dançando por aí toda vez que escuta, haha. É uma ótima pedida para a Sexta a noite, hein?! E o clipe é bem legal de assistir, também. Vale a pena dar uma conferida se você ainda não ouviu :)

Pompeii - Bastille


Confesso que escutei um trecho dessa música pela primeira vez em um Vine que estava assistindo, daí procurei saber quem cantava e resolvi ouvir a música toda... Nossa! Amei! Quando eu escutei, senti uma sensação de liberdade, sei lá. Se você é desses que viaja enquanto curte um som, essa é a música ideal! E o refrão é o melhor de todos haha
Ah, quase esqueci de avisar para que você dê uma olhada na tradução, é muito perfeita, também.
"But if you close your eyes..."

Dare (La La La) - Shakira


Além de sortuda (ser o par romântico de Gerard Piqué não é para qualquer uma, meu bem! hehe), a diva é suuuuuper talentosa! Claro que vocês já devem ter escutado essa música por aí.  Ela foi o ícone da Copa de 2010 com Waka Waka (quem não lembra?!) e está de volta com um novo hit chiclete! Eu inventei de ouvir novamente... Agora vou passar o fim de semana inteiro com o "La la la la la!" na cabeça <3

Fancy - Izzy Azalea (ft. Charli XCX)


Agora que você já escutou Problem, sabe que a Izzy é realmente muito gata, e ainda tem um talento incrível para música, não é mesmo? Não é a toa que a rapper está conquistando cada vez mais fãs pelo mundo afora. Essa música é muito viciante! Adoro a parte em que a Charli XCX começa a cantar. Imagina que perfeito um feat da loira com a Nicki Minaj!! OMG  

First Love - Jennifer Lopez


Não é de hoje que a Jenni arrasa, né?! A nova-iorquina sempre foi a queridinha das paradas mundiais, óbvio, ela consegue juntar todos os tipos de perfeições numa só música. A  maioria das canções da americana são cheias de qualidade e muito dance! E First Love não fica atrás, com uma melodia incrível, é uma ótima escolha para uma tarde de Sábado, quem sabe.
Admito que até esta semana ainda não tinha escutado a música, mas o Mateus deu essa dica (dos deuses!) pra a gente ;)
#ficadica

Don't - Ed Sheeran


Geeeeeeente, essa música é t-u-d-o! Uma vez, eu estava trocando Snapchat com a Georgya e ela me disse que eu precisava escutar Don't, nem levei a sério para falar a verdade. Mas, quando finalmente ouvi, descobrir o motivo do Ed fazer tanto sucesso! Essa música é daquelas que já começa te fazendo dar aquelas "estraladinhas" de dedo e mexer os ombros, sabe? Haha, super adorei! Talvez seja coisa da minha cabeça, mas juro que lembrei do Justin Timberlake.

Really Don't Care - Demi Lovato (ft. Cher Lloyd)


A super poderosa, Demi Lovato, mas uma vez sambou na concorrência! A-m-e-i!! A música já foi lançada há um tempão, mas ontem a maravilhosa Demi lançou o vídeo clipe oficial. Gente, adorei! Um dos melhores vídeos que já assisti dela, e olha que sou fã, hein?! O clipe se passa no meio de uma parada gay, sim, parada gay!! É super colorido, divertido e dá vontade de você sair estirando o dedo do meio pulando e gritando "I really don't care!" por aí. Nem preciso falar que a Cher também está maravilhosa, preciso?! 

Find You - Zedd (ft. Matthew Koma, Miriam Bryant) 


Se você cansou de tanto pular depois que ouviu Really Don't Care, precisa dar um play em Find You. Ouvi ontem pela primeira vez e gostei bastante. Tudo bem, não foi uma das melhores músicas que escutei. Porém, nem por isso vou deixar de colocá-la na playlist. O ritmo dela começa meio lento, mas logo anima. ;)

Dar um Jeito (We Will Find a Way) - Avicii (ft. Santana)


Para fechar com chave de ouro, e em ritmo de Copa, Avicii também não fez feio e criou uma música muito bacana para o Mundial. Acabei de escutá-la! (dica de Mateus de novo!) Adorei, até porque já estava cansada de We Are One, parece que só tem ela! Vamos aproveitar que amanhã é jogo do Brasil e começar a torcer em grande estilo! Here we go oh oh oh...

Done!

Ok, gente, é isso! Esta é minha playlist para o fim de semana, fiz especialmente para vocês. E não fiz sozinha, sou péssima para isso. Gosto de música "antiga", sabe?! Sou totalmente por fora de lançamentos. Por isso que eu digo que todo mundo tem que ter um amigo chato como Mateus Andrade, o nosso DJ. Pelo visto ele sempre vai ficar me ajudando nesta sessão do blog já que sou tãããão desatualizada. Valeu, Dradinho!

Beijos,

Alícia.



 

Letras&Cupcakes Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos