quarta-feira, 27 de agosto de 2014

TOP 5 - Músicas favoritas

Postado por Alícia Guimarães às 16:38 0 comentários

TOP 5 - Músicas favoritas


Oi gente! Faz um tempo que não posto nada, mas tudo bem. Vou ser bem sincera: estava sem criatividade. Até que pensei em escrever umas resenhas, até elas ficarem prontas, resolvi dividir com vocês umas músicas que estou curtindo no momento. Meu estilo musical é meio mixado. Então, confiram aí as músicas que mais tocam no meu celular!

5º LUGAR
Pra Você - Onze:20


Quando eu disse que curtia todo tipo de som, era todo tipo mesmo! E isso inclui reggae, também. Para falar a verdade, não sei se Pra Você é um reggae, mas creio que sim. (Bem, é o que diz a letra!) As bandas brasileiras estão ganhando mais espaço na mídia do nosso país, o que é ótimo! O que eu acho da Onze:20? Bem, eu conheço a pouco tempo, mas me apaixonei por esta música assim que a ouvi pela primeira vez na rádio. Certo, ela não é nova, mas mesmo assim, considero uma de minhas favoritas, e sim, eu escuto praticamente todos os dias ;)

4º LUGAR
Diz pra mim - Malta


De longe, a minha música nacional favorita! (Mateus que o diga, hehe!) Na primeira vez que ouvi, não dei a mínima, porém, baixei do celular só porque não tinha mesmo o que fazer e resolvi não clicar no aleatório quando tocasse. Pronto! Foi só o que precisou para me tornar uma viciada! Ouço todos os dias, é meio que obrigatório pra mim. Adooooro! Memórias também é legal, mas acho que Diz pra mim é um sucesso incrível e super merecido que me deixou morta de amores pelo som :)

3º LUGAR
A Sky Full Of Stars - Coldplay


Que eu  curto Colplay, não é de hoje. Mas, que A Sky Full Of Stars é uma música definitivamente perfeita, disso o mundo precisa saber pra ontem!! Primeiro, a banda. Não tem o que falar dos caras. O som deles é sempre foi incrível e eu os ouço desde que Paradise foi lançada. Segundo, a melodia. Até que não me surpreendi tanto assim. Eu já esperava uma melodia bonita como esta. O que me impressionou é a quebra de tons que tem um pouco antes do refrão, dá uma vontade de viver.. Ótima para ouvir em casa, deitada na cama e lendo um livro, e até mesmo em uma balada agitada no fim de semana! Adoro música assim :)

2º LUGAR
BO$$ - Fifth Harmony


Que Deus me perdoe por todas as vezes que critiquei a Fifth Harmony. Elas deram um tapa na cara de pessoas assim como eu, que falam demais! Tudo bem, isso não faz delas a melhor girlband do mundo, mas, sem dúvidas, mereceram que eu fizesse o download da música do meu celular! Gente... É perfeita! O ritmo da música é incrível, a melodia melhor ainda, e o clipe nem se fala! O melhor delas, na minha opinião. Adorei! Há quem diga que elas imitaram a Little Mix em Move, mas sabe o que eu acho? Recalque. E não, BO$$ não tem nada a ver com Move

1º LUGAR
Anaconda - Nicki Minaj


Joguem pedras, me esculachem, critiquem... Mas, eu sou viciada o suficiente para dizer que Anaconda foi a melhor música de Nicki Minaj que eu ouvi em 2014! E daí que o clipe é explícito? Ela que mostre o que quiser, mas a música é realmente viciante. Pelo menos para mim (Amanda e Júnior!) foi. Não consigo passar um dia sem escutar, é sério. Morro de rir com a risadinha dela o meio da música. E não acho que o clipe seja tão explícito quanto dizem. Gente, é a Nicki! O que esperar dela? Gostei sim. Adoro e vai continuar sendo a música mais tocada no meu celular! <3


E aí? O que acharam? Quero saber o TOP 5 de vocês também :)
Me mandem, aguardo com carinho!

Beijinhos,
Alícia.

sábado, 16 de agosto de 2014

Letras é o curso certo para você?

Postado por Alícia Guimarães às 14:19 0 comentários

Letras é o curso certo para você?


“É o estudo da língua portuguesa, de idiomas estrangeiros e de suas respectivas literaturas. O profissional de Letras pesquisa e ensina o português e idiomas estrangeiros e a literatura brasileira e de outros povos. [...] O principal campo de trabalho para o licenciado está nas escolas de ensinos fundamental e médio ou de idiomas. Mas também há espaço em editoras, para fazer a preparação de originais e para revisar e traduzir textos, e nas áreas de interpretação e secretariado bilíngue.” (via Guia do Estudante)

Se você gosta de ler, escrever, avaliar blogs literários, é apaixonado pela Gramática, Literatura, etc... Você já pensou em cursar Letras? Infelizmente, este não é o curso mais concorrido das faculdades, poucos são os estudantes que escolhem cursá-lo. O que é uma pena. A língua portuguesa, além de difícil, é uma das mais incríveis que aprecio. Há quem diga: “Não acredito que você estuda de morrer para ser professor!”, ai gente, que deselegante! Admiro (e muito!) os estudantes da área. Não é fácil lidar com todas as regras gramaticais que nossa língua expõe. Fora que nós não seríamos nada sem nossos professores de Português! Lembre-se que você nem estaria lendo isso!


Conversei com a Aline Guedes, estudante de Letras – Licenciatura em Língua Portuguesa na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), ela está se formando este ano e nos contou direitinho como é fazer parte do mundo da Linguística, Gramática, Análise do Discurso e afins. Aline ressaltou as dificuldades que ela enfrenta dentro da universidade, além das matérias que ela estuda e ainda deixou uma mensagem para quem quer seguir o mesmo caminho que ela. Dá uma olhada!



Como soube que Letras era o curso certo para você?

Sempre gostei mais da disciplina de Língua Portuguesa quando estudava na Escola. Além de gostar bastante de ler, tinha também o desejo de poder me expressar melhor, e de compreender o universo literário de forma mais aprofundada. Paralelo a essas questões, gostava de ensinar. Desde pequena, ajudava os amigos e primos nas atividades escolares, o que fez com que despertasse em mim, desde cedo, a vocação de ser professora. Na hora de escolher o curso para o vestibular, resolvi filtrar em mim o que mais gostava e o que mais eu tinha vontade de aprender sobre. Então, pude perceber que, o curso certo para minhas afinidades, seria o curso de Letras.

Sua família te apoiou desde o começo?

Não. Quando criança, minha primeira profissão escolhida foi a docência. Inicialmente meu pai não queria. Falava que a profissão não era valorizada financeiramente e que não compensaria eu optar por um curso que era tão desprestigiado em termos de valores financeiros. Porém, na hora de escolher o curso para prestar o vestibular, ele e minha mãe não se opuseram. Ao contrário, torceram para que eu passasse e ficaram felizes quando fui aprovada para o curso de Letras – Licenciatura em Língua Portuguesa.

Como o curso é em si? Você teve dificuldades?

O curso, de modo geral, consiste em uma grande variedade de conhecimentos. Passamos pelas teorias da Literatura, Linguística, Filosofia, Sociologia e Educação; ainda que muitas pessoas pensem que apenas estudamos no curso, a gramática do Português. Grande engano! A gramática se torna um complemento do curso de Letras e não o cerne. A universidade consiste em um tripé de pesquisa, ensino e extensão. Desta forma, ela te proporciona, além do ensino, atividades de iniciação científica (pesquisa) e a participação em projetos de extensão, o que permite ao graduando um desenvolvimento mais abrangente em sua formação. Dificuldades temos em toda vida e no mundo acadêmico não foi diferente. Acredito que a maior dificuldade que tive foi a prática em sala de aula. Apesar de o curso ter várias cadeiras de estágio (do I ao VII), as repetidas aulas de prática escolar deixavam a desejar em relação a, de fato, ser professor em uma sala de aula. Ou seja, os estágios tinham como objetivo proporcionar ao graduando as primeiras experiências no ambiente escolar e a ensiná-lo a elaborar um plano de aula; deixando de lado as possíveis diferentes situações que o docente poderia enfrentar, como por exemplo, como proceder diante de alunos que apresentam problemas psicológicos e perante situações de constrangimentos entre os educandos em uma sala de aula.

Quais são as vantagens e desvantagens de cursá-lo?   

No que diz respeito às vantagens, posso citar que, devido às várias leituras, o estudante de Letras irá melhorar seu vocabulário, e, consequentemente, seu senso crítico e sua forma de escrever. Como desvantagem, vejo a falta de um estudo maior acerca da gramática. O curso oferece algumas cadeiras de gramática, mas são poucas. Como o próprio sistema nos pede para sermos professores de gramática, este conhecimento que trazemos da universidade se torna insuficiente.

O que você tem estudado no curso?

Dentre outras disciplinas, posso destacar que estudo Linguística (o estudo da língua de um modo geral), Literatura Brasileira e Portuguesa, Morfologia, Sintaxe e Estudos Clássicos. Também estudo a teoria da Análise do Discurso  uma corrente da Linguística relacionada aos estudos do filósofo francês Michel Foucault, estudo este que faz parte de um projeto de pesquisa meu.

Qual a perspectiva para quem se forma em Letras? Você já pensa em algo depois que concluir?

As perspectivas para um graduado são várias. O campo do profissional não diz respeito apenas à sala de aula. Além de exercer a docência, o profissional pode desempenhar a função de redator, revisor de textos, escritor e tradutor (neste caso, ensinar o português brasileiro para africanos, por exemplo). Sim. Pretendo trabalhar na área, bem como dar prosseguimento aos meus estudos (fazer mestrado).

O que você acha das pessoas que têm prazer de criticar o seu curso?

A opinião das pessoas é bem variada. Algumas gostam e até ficam admiradas quando menciono que sou estudante de Letras. Falam que é um curso difícil, pois é exigida uma alta carga de leitura e ressaltam que muitas pessoas não conseguiriam.  Por outro lado, outras pessoas desvalorizam o curso. Dizem que ser professor é sacerdócio, que o salário é baixo para a categoria, e, muitas vezes, fazem questão de dizer que não gostariam nunca de se formarem para ensinar. Infelizmente, esta opinião desfavorável ao curso de Letras é a que mais prevalece na opinião das pessoas.

Na sua opinião, vale a pena cursar Letras?

Sim! Apesar de o curso estar um pouco defasado, estudar a língua e a Literatura nos possibilita a interação na linguagem de forma mais aprofundada. Conhecer nossa língua materna é um dever de todos. Conhecê-la de forma completa se torna o verdadeiro romance de todo apaixonado pelas Letras.

Qual o recado que você deixa para os estudantes que querem prestar vestibular para tal curso?

Que antes de mais nada, pensem em seus gostos, suas afinidades, do que se interessa em pesquisar, independentemente da opinião dos outros. E, principalmente, não pensem que cursar Letras diz respeito a estudar gramática na universidade. Nela, você conhecerá e aprenderá sobre a linguagem como um todo, de modo detalhado. Já a gramática, se refere às regras que utilizamos para facilitar a compreensão/boa convivência em uma língua. Lembre-se também que o curso (que tem por finalidade a formação de professores) demanda várias leituras e que você verá de tudo um pouco. Então, você precisará ter gosto pela leitura. Ciente destas questões, porque não optar por Letras?

Pesquisei mais sobre o assunto, e conversei também com a minha amiga, Jennifer Araújo, estudante do Colégio GEO Sul em João Pessoa - PB, ela pensa em prestar vestibular para Letras no ano que vem. Jennifer me disse o motivo ao qual fez que ela absorvesse essa ideia, e como os familiares dela reagiram com a frase: "Eu vou cursar Letras!". Confiram a seguir.

De onde vem essa paixão pelo curso?

Desde quando percebi que não possuo muita habilidade para a área de Exatas. (risos)

Sua família e amigos te apoiam na sua decisão?

Cada um tem sua posição, uns dizem para seguir a profissão que eu goste, e isso os fará felizes. Outros dizem que não é muito rentável e tentam mudar o meu pensamento.

Como você imagina que é dentro da faculdade?

Eu imagino assim: irei cursar cadeiras desde o surgimento da escrita até os dias atuais, um estudo aprofundado do latim, os erros comuns na fala que levam a errar na escrita, entre outros.

Quando você fala que vai cursar Letras, qual a reação das pessoas?

“Vai ser professora? Você não deve ter muito juízo, vai morrer de fome!”

O que pretende fazer após a conclusão do curso?

Mestrado, doutorado, pós-doutorado e pretendo trabalhar em alguma universidade.

Enfim, é importante ressaltar que manter o foco é um dos segredos mais valiosos para qualquer curso dentro de uma faculdade, seja ela pública ou privada. Muita gente me pergunta se vou prestar vestibular para Letras, respondo que não. Na verdade, eu quero ser jornalista. Nossas entrevistadas têm uma paixão em comum: as Letras. E você? Vai encarar este mundo dos livros? 
Beijinhos,

Alícia.

 

Letras&Cupcakes Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos