quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Pra não dizer que eu não falei do amor

Postado por Alícia Guimarães às 12:08 0 comentários

 Pra não dizer que eu não falei do amor




Cansei. Eu nunca pensei que fosse dizer isso, mas, cansei. Cansei mesmo. Cansei de esperar, de chorar, de implorar pra você ficar, de acordar todos os dias e esperar que algo mudasse. Esperar que você mudasse. Você nunca mudou nem por você. Mas, eu tinha esperanças de que você mudasse por mim. Grande engano. Mas é claro que nada mudaria. Eu me perdia nos seus sorrisos, nas suas conversas, nos seus joguinhos sem graça. Querido, eu me perdia em você.
Hoje eu acordei com vontade de ser eu. De ir embora, de jogar tudo para o lado e deixar para lá. Eu esperei tempo demais. Perdi muito comigo mesma. Deixei de conhecer outras aventuras porque eu ainda esperava por você. Grande erro. Você é como uma obra de arte. Só dá pra admirar por fora. Não consigo te desenhar. Será que alguém consegue, de fato? Querido, eu suportei até o que não deveria. Houve momentos em que eu queria desistir. É complicado porque nunca consegui. Eu fechei os olhos e ergui minha cabeça, na esperança de que tudo isso passasse.  Não passava, demorava.
Mas, agora já era. Todo mundo chega ao seu limite. Eu já passei do meu faz tempo. Meu coração aperta, meus dedos doem, minha cabeça também. Eles não querem que eu deixe você ir. Mas é necessário. É imprescindível, é essencial. Eu preciso. Minhas esperanças acabaram. O tempo acabou. O amor também. Passei minha vida toda achando que eu não te merecia. Mas, na verdade, você é que não me merece.

Beijinhos,
Alícia Guimarães
 

Letras&Cupcakes Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos